Santo André/PB, 17 de Agosto de 2017

História de Santo André/PB

Evolução Histórica e Política

A historia de Santo André remonta ao ano de 1757, onde pela primeira vez foi citado em um relatório de sesmaria do capitão-mor Clemente do Amorim e Souza. A historia de Santo André está ligada diretamente a da fazenda Mucuitu que pertencia aos jesuítas citada nos livros de sesmaria do ano de 1709. Nos anos de 1856 e 1861º sítio Santo André foi severamente afetado pela epidemia de cólera. Em 1889 Irineu Joffily contatou que a ribeira de Santo André havia superado cólera e o isolamento e era bem povoada.

Formação Administrativa

Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, figura no município de São João do Cariri o distrito de Santo André. Pelo decreto lei estadual nº 520, de 31-12-1943, o distrito de Santo André passou a denominar-se Mucuitu. Pela lei estadual nº 318, de 07-01-1949, o distrito de Mucuitu volta a denominar-se Santo André. Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o distrito de Santo André, figura no município de São João do Cariri. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.

Pela lei estadual nº 2747, de 02-01-1962, o distrito de Santo André passou a Pertencer ao novo município de Gurjão. Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o distrito de Santo André figura no município de Gurjão. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 17-I-1991.

Elevado à categoria de município com a denominação Santo André, pela estadual nº 5906, de 29-04-1994, desmembrado de Gurjão ex-Timbaúba de Gurjão ex-Timbaúba. Sede no antigo distrito de Santo André. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-011997.

Alterações toponímicas distritais

Santo André para Mucuitu alterado pelo decreto-lei estadual nº 520, de 31-12-1943. Mucuitu para Santo André alterado, pela lei estadual nº 318, de 07-01-1949.

Transferência distrital

Pela lei estadual nº 2747, de 02-01-1962, transfere o distrito de Santo André do município de São João do Cariri para o de Gurjão ex-Timbaúba ex-Timbaúba.

Fonte IBGE